Vídeo – Juris Mentoring: A diferença entre mediação, conciliação, negociação e arbitragem

Nosso novo mentor, Márcio Vieira, vai lhe ensinar tudo sobre métodos autocompositivos e novas formas de resolução de conflitos que podem ser realizadas fora do Poder Judiciário, representando uma interessante oportunidade de carreira para os advogados! Neste primeiro vídeo, entenda a diferença que existe entre os principais métodos de solução consensual de conflitos.
QUEM É O MENTOR?
Márcio Santos ...
Mais
0

Profissionais do Direito precisam adaptar-se às peculiaridades da conciliação

A explosão de processos que abarrotou o Poder Judiciário brasileiro, da primeira à última instância, fez com que as tentativas de conciliação adquirissem maior importância, fossem estimuladas e até mesmo impostas pelo legislador. Elas foram ocupando espaços em todos os ramos do Direito.
Na verdade, nisto não há novidade alguma. A Constituição de 1824, no artigo 161, já dispunha que não se iniciaria o processo civil sem tentar-se a reconciliação entre as partes. No âmbito trabalhista, a CLT ...
Mais
0

A conciliação e a moralidade na resolução das controvérsias

O direito de acesso à Justiça é de importância capital entre os novos direitos individuais e sociais garantidos constitucionalmente. Na ausência de mecanismos para efetiva reivindicação de qualquer direito, a titularidade dos mesmos é de fato destituída. O direito à Justiça deve ser considerado como o mais básico entre os direitos humanos em qualquer sistema jurídico moderno, pós-moderno, pós-industrial e igualitário que tem a finalidade de garantir — e não unicamente proclamar — a garantia dos direitos a ...
Mais
0

Conciliador e advogado celebram termo de conciliação

Eles concordaram em interromper toda e qualquer demanda cível, criminal e administrativa
O conciliador e advogado Túlio Acácio de Souza Oliveira Júnior e o advogado Fabiano Rabaneda dos Santos celebraram um termo de conciliação após decidirem que não passaram de um mal-entendido os fatos envolvendo os dois em audiência no Juizado Especial, ocorrida em 29 de outubro de 2015.
Dessa forma, concordaram em interromper toda e qualquer demanda cível, criminal e administrativa existente em decorrência dos ...
Mais
0

VII Seminário de Mediação e Arbitragem foi Sediado em Brusque

O Evento promovido pela FECEMA, Federação das Entidades de Mediação e Arbitragem do Estado (FECEMA), e Câmara de Mediação e Arbitragem de Brusque ocorreu no Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque (Cescb), e contou com boa participação de público, como empresários, engenheiros, advogados e estudantes, pessoas interessadas em conhecer mais sobrea a medição e arbitragem que vem crescendo e muito no pais.
Custos e benefícios da arbitragem foi um dos temas tratados e teve como palestrante ...
Mais
0

Evento VII Secmasc faz história em Brusque, abordando a evolução dos MASC’s e os 15 anos da Fecema

A cidade de Brusque/SC foi a sede da sétima edição do Secmasc – Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina. O evento reuniu cerca de 150 pessoas no dia 22 de setembro que puderam apreciar palestras variadas de renomados profissionais. A promoção foi da Fecema (Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem) e CRCSC (Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina).
Confira alguns momentos do evento:
Mais
0

Profissionais e estudantes participam do Seminário de Mediação e Arbitragem em Brusque

Advogados, estudantes e profissionais de diversas áreas ligadas ao Direito participam nesta sexta-feira, 22, do 7º Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem, no auditório do Centro Empresarial de Brusque.
O evento, que é organizado pela Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem (Fecema) – único órgão estadual que reúne essas entidades no Brasil – tem como objetivo a divulgação da conciliação, mediação e arbitragem como formas adequadas de solução de conflitos.
A Fecema conta hoje ...
Mais
0

OAB/SC altera Súmula 1 e cria Súmula 2

O Conselho Pleno da OAB/SC aprovou nesta quinta-feira (21), por maioria, a modificação da Súmula 1 e a criação da Súmula 2, acompanhando o voto do relator Leandro Hannibal. A Súmula 1 trata do impedimento dos juízes leigos para atuarem nas Varas em que exercem a advocacia. As alterações na Súmula 1 foram no sentido de corrigir equívocos do texto original e tornar mais claros os impedimentos no âmbito judicial. A redação passa a ser como segue:
Mais
0
Página 4 de 18 «...23456...»